Janah Pastorio

RAPIDINHA

JANAH PASTORIO

Beleza, maturidade e muita simpatia são a marca registrada desta gaúcha 

Da Redação

Muito simpática e extrovertida, Janah Pastorio é o tipo de mulher que chama atenção de longe – tem um corpão que impressiona mesmo à distância! Ela é de Cidreira, município de veraneio do litoral gaúcho, e, aos 25 anos, diz que gosta de novidades e de uma boa balada, mas afirma que é uma mulher de coisas simples, desapegada ao material. Confira abaixo os melhores momentos do bate-papo descontraído da redação com essa gata espetacular – que estrelará um ensaio exclusivo no clube logo, logo!

Escolha três palavras que definem Janah Pastorio…

Comunicativa, divertida e alegre.

Já havia feito algum trabalho envolvendo nudez?

Trabalho como dançarina sensual há cinco anos, mas como modelo nunca tinha feito nada mais ousado. Estou ansiosa para ver o resultado.

Na paquera, você é do tipo de mulher que aborda ou o tipo que fica parada, na espera?

Olha, às vezes eu abordo, sim, mas não sempre. É mais comum eu ficar esperando o cara se chegar. Gosto de cavalheirismo, romantismo.

Qual a cantada mais engraçada ou esquisita que você já ouviu?

“Nossa, que pezinho lindo você tem”. O detalhe é que eu estava de botas! (risos)

O que um cara precisa fazer para conquistar esse coração?

Primeiro, ter um bom papo para se chegar. Depois, ser atencioso, carinhoso, um gentleman.

Então essa seria a sua definição de homem perfeito?

Não, não. Não existe homem perfeito – aliás, ninguém é perfeito!

Como você idealiza o encontro perfeito?

Um clima bem romântico – um jantar à luz de velas em um restaurante exótico é imbatível!

Você se considera uma pessoa difícil de lidar?

Não, de jeito nenhum. Sou compreensiva e escuto muito antes de falar ou agir.

E esse corpão, o que você faz para mantê-lo em cima?

Basicamente, cuido da alimentação. Malhar não é comigo. Acho que a genética ajuda nessa hora! (riso)

Você tem alguma fantasia não realizada?

Nossa, várias. Acho que ainda não realizei metade do que eu quero.

“Fantasias? Acho que ainda não realizei metade do que quero fazer!”

Conte uma delas…

Fazer amor na praia, à luz da lua, com uma cara realmente incrível…

Tipo quem?

Ah, sei lá, tipo o Brad Pitt! (risos) Brincadeira…

E uma transa que foi inesquecível para você?

Ah, essa foi com o único amor da minha vida – ponto final!

Certo, certo… E como seria a transa perfeita?

A transa perfeita é quando se tem amor e paixão. Não tem como dar errado.

O que você gosta de fazer nas horas de lazer?

Gosto de ficar em casa, descansar, curtir a minha filhinha… Já trabalho com badalação, então, a hora do descanso é meu lazer.

Então, você não gosta de sair à noite?

Não é isso, é claro que eu gosto. Prefiro descansar e ficar em casa, mas de vez em quando é bom sair só para se divertir, principalmente se for uma boa balada.

E como é uma boa balada?

Ao lado dos amigos, sem preocupações, junto de pessoas que você confia.

Certo, e quando você sai, qual o look que usa para arrasar?

Acho que não dá pra resumir, não. Eu me produzo muito, muito mesmo – você não faz ideia! (riso)

Você já fez algum tipo de loucura na balada?

Não, não, acho que a maior loucura que já fiz na balada foi beber demais – e não acabou muito bem…

Como assim?

Fui para casa carregada pelos amigos. Nada bom de lembrar! (riso)

Para terminar, diga qual o futuro que você espera?

Ser famosa e reconhecida, ter um nome, mas nada de muito dinheiro, bens… Ah, e ter uma vida boa e sossegada – no fim das contas, é isso o que todo mundo quer, não é?